Live discute a experiência Trans e Travesti em tempos de Crise

Nesta quinta-feira (09), a partir das 18h30, haverá transmissão ao vivo da live “A experiência Trans e Travesti em tempos de Crise” pela plataforma do Google Meet. O link de acesso está disponível na bio do Instagram @geografiafeminista.

Segundo Cíntia Lisboa, estudante de pós-graduação em Geografia, “vivemos um período marcado por crises, sejam elas políticas, na saúde, na educação, e em tantos direitos que já foram conquistados com muita luta. Pensar em como as pessoas mais segregadas socialmente estão, em um momento como esse, é essencial para uma reflexão das diferenças, onde as mesmas possam ser ouvidas e ter destaque”, afirma.

A acadêmica reforça que o espaço na página do grupo será dado primeiramente aos travestis, transexuais e transgêneros. “Queremos reafirmar o nosso compromisso com uma ciência emancipadora, inclusiva e que se posiciona ao lado do acolhimento e não da exclusão e do ódio”, diz.

A transmissão será mediada por Cíntia Lisboa e Hortência Brito, ambas estudantes no Mestrado em Gestão do Território da UEPG e contará com a participação da professora Sayonara Nogueira, especialista e vice-presidente do Instituto Brasileiro Trans de Educação (IBTE); do docente Márcio José Ornat, pesquisador no Grupo de Estudos Territoriais (GETE – UEPG); e Nathan Magalhães, graduando em Geografia e membro do Grupo de Pesquisa Território e Cidade – (TeCidades – UFF).

Texto: divulgação (adaptado por Vanessa Hrenechen)