Campanha da UEPG leva cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade

Nesta quinta (09), a Universidade Estadual de Ponta Grossa entregou 130 cestas básicas para famílias de catadores de recicláveis cadastrados e acompanhados pela instituição há anos. A ação é parte de uma nova frente de trabalho da campanha “UEPG contra o coronavírus” e busca atingir a uma parcela vulnerável da população que continua trabalhando para manter a cidade limpa.

As equipes da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (Proex) e da Prefeitura do Campus (Precam) organizaram a distribuição das cestas básicas nas associações de catadores Acamaruva (San Martin), Acamaro (Oficinas), Arrep (Borato) e Acamaru (Monte Carlo).

A assistente social Jussara Borgo, que realiza um trabalho de apoio às famílias de catadores junto à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, acompanhou a entrega das doações. “A  doação de cestas básicas veio em bom momento, já que a maioria das famílias é bastante numerosa”, conta. “Além disso, uma parte desses alimentos vai ser utilizada para alimentação dos trabalhadores durante os turnos da separação dos materiais, já que eles têm um espaço dentro da associação utilizado para cozinhar e fazer as refeições durante o dia”.

A presidente de Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis do bairro da Nova Rússia (Acamaru) Jaqueline Aquino conta que a associação é composta em grande parte por mulheres. “Por isso, as cestas vieram em um momento importante, já que muitas dessas mulheres são as chefes de família”, relata.

“O trabalho realizado por essas pessoas, mantendo a cidade limpa e contribuindo para o meio ambiente para que não haja acúmulo de resíduos na cidade, é um trabalho essencial para que as pessoas possam ficar em suas casas”, elogia a professora Cloris Grden, pró-reitora de Extensão e Assuntos Culturais. Ela conta ainda que, além da segurança alimentar dessas famílias, a universidade se preocupou com a proteção dos trabalhadores com relação à Covid-19, disponibilizando um frasco de álcool em gel em cada cesta.

Doações

O reitor da UEPG, Miguel Sanches Neto, conta que esta primeira doação veio de um professor da instituição e que também é possível ajudar a outras famílias, doando valores em dinheiro para a compra de cestas. “Se você quer ajudar sua comunidade, como empresário ou como pessoa física, procure a UEPG para que possamos encaminhar mais cestas básicas para outras famílias que passam por esse momento difícil. Não esperemos que as pessoas cheguem ao hospital para ajudá-las – vamos ajudar nesse momento em que tantos passam por dificuldades”, convida Sanches.

Para doar, é só acessar www.uepg.br/covid19, onde estão disponíveis os dados bancários da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Institucional, Científico e Tecnológico da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Fauepg). Cada cesta básica tem um custo de R$50. No site, também estão disponíveis as outras ações de voluntariado e arrecadação de doações da campanha “UEPG contra o coronavírus”.

Texto: Aline Jasper

Fotos: Luciane Navarro