UEPG realiza acolhida ao calouro na próxima semana

A Universidade Estadual de Ponta Grossa reserva uma programação especial para os calouros na primeira semana de aulas. A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae) está organizando as recepções dos acadêmicos em parceria com os cursos. Os alunos matriculados receberão o Guia do Estudante em formato digital junto ao início das atividades.

No primeiro dia de aula (10/02), os calouros que estudam no Campus Uvaranas serão recepcionados no Centro Integrar, prédio que, anteriormente, abrigava o Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE), no Campus Uvaranas. E os calouros do Campus Centro serão recepcionados no grande auditório, localizado no bloco A.

De acordo com a Pró-reitora de Assuntos Estudantis, Ione da Silva Jovino, essa é a primeira acolhida organizada integralmente pela Prae em parceria com outras pró-reitorias, como a Prograd e a Proex, por exemplo. “A Prae começou a planejar as atividades em outubro do ano passado a partir das reuniões com representantes de cursos, de centro acadêmicos, de baterias e do Diretório Central do Estudante.Também consultamos os colegiados de cursos e os setores de conhecimento em dezembro para a sugestão de atividades que poderiam ser desenvolvidas”, conta.

“Daremos as boas-vindas aos estudantes com a participação do Reitor Miguel Sanches Neto e do Vice-Reitor Everson Augusto Krum, com a representação da Prograd, da Prae e de alguns projetos e programas da instituição. O planejamento do evento ocorreu de uma forma bastante horizontal. A última reunião que realizamos com os discentes foi na quarta-feira, dia 05 de fevereiro, juntamente com a Diretora de Ações Afirmativas e Diversidade”, explica Ione.

Conforme a Diretora de Ações Afirmativas e Diversidade, Silmara Carneiro e Silva, a acolhida é essencial para a vida acadêmica dos calouros e fornece uma visão geral e ampla da universidade. “Esse é o primeiro contato que eles têm com a instituição e é quando recebem informações de todos os setores da universidade, conhecem as pró-reitorias e os principais serviços de assistência estudantil”.

Segundo Silmara, “durante as atividades, os cursos apresentam o universo de atuação profissional e os veteranos também explicam sobre as representações discentes, sobre o DCE e os espaços de atuação do acadêmico dentro da UEPG. Nesse primeiro momento, a instituição estabelece um contato direto com os estudantes e eles já iniciam com a sensação de pertencimento ao contexto universitário. A acolhida é essencial para que a vida acadêmica comece de maneira apropriada”, afirma.

Para consultar a programação e o cronograma de atividades dos cursos, acesse: doc1 e doc2.

Centro Integrar

O Centro Integrar, órgão vinculado a Pró-Reitoria de Graduação, irá funcionar no prédio que, anteriormente, abrigava o Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE). O espaço escolhido para a recepção dos calouros, também será utilizado, ao longo do ano letivo, para a formação integrada de professores da UEPG, pra atender as necessidades dos cursos de licenciatura e pós-graduação em ensino, para a promoção de cursos e eventos de formação continuada de professores da Educação Básica a Superior e para cursos e eventos da graduação e pós-graduação da UEPG como um todo.

Segundo Cristiane Woytichoski, coordenadora do Centro Integrar, “Com o ‘Centro Integrar: Formação Docente para a Educação Básica e Ensino Superior’ teremos a integração das Licenciaturas. Em 2020, buscaremos conhecer e sistematizar as propostas e projetos que as Licenciaturas já possuem e propor novas articulações para que beneficiem tanto a comunidade interna quanto externa, em relação à formação de professores”, conta.

A fim de promover diálogo e ações em relação à formação docente, o Centro Integrar irá concentrar os seguintes programas e projetos: Comissão Permanente das Licenciaturas (COPELIC); Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID); Programa Institucional de Bolsa de Residência Pedagógica; Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR); Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE); Programa Docência no Ensino Superior (DES); Mestrados em ensino.

Segundo Cristiane, “para os próximos anos, temos como propósito ampliar as parcerias com as redes de ensino, garantir a efetivação das propostas de formação promovendo e concentrando o diálogo entre todas as ações da UEPG que envolvem a formação inicial e continuada de docentes”, explica a coordenadora.

 

Texto: Vanessa Hrenechen

Foto: Luciane Navarro