UEPG ofertará mestrado profissional em educação inclusiva

A Universidade Estadual de Ponta Grossa ofertará vagas no novo Programa de Mestrado Profissional em Educação Inclusiva, coordenado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). No dia 26 de setembro as professoras Rita de Cássia da Silva Oliveira e Vera Lucia Martiniak, do Departamento de Educação, participaram do lançamento nacional do programa ocorrido na Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Presidente Prudente (SP). O lançamento contou com a presença do coordenador-geral de Programas e Cursos EAD da CAPES, Luiz Alberto Lira, representante da ABRUEM e das demais instituições parceiras.

O curso será realizado por meio de uma rede de instituições públicas das 5 regiões do país e com a participação da Universidade Aberta de Portugal. No Brasil, além da UEPG, outras sete instituições integram a rede nacional do Profei: Universidade Estadual Paulista (UNESP), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) e Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

O mestrado será ofertado na modalidade semipresencial e é voltado para professores efetivos em exercício na rede pública de Educação Básica. Serão ofertadas 150 vagas para todo o país e as aulas terão início no mês de março de 2020. As vagas serão distribuídas entre as instituições associadas conforme o número de professores orientadores, com admissão por meio de exame nacional. Para a UEPG serão disponibilizadas 24 vagas.

Para o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-graduação, Giovani Fávero, o novo programa vem fortalecer a instituição porque apresenta relação ensino-pesquisa-extensão em sua essência, com uma ação que envolve diretamente a sociedade.

O Mestrado Profissional em Educação Inclusiva

O Programa de Mestrado Profissional em Educação Inclusiva tem como objetivo desenvolver processo formativo profissional para uma sociedade inclusiva, com metodologias inovadoras para construir habilidades e competências dentro do ambiente escolar e em seu próprio cotidiano, tanto no contexto social, familiar e profissional.

O curso de pós-graduação stricto sensu terá três linhas de pesquisa: Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva; Inovação Tecnológica e Tecnologia Assistiva; Práticas e Processos Formativos de Educadores para Educação Inclusiva

A estrutura curricular será composta por disciplinas obrigatórias e eletivas que serão ofertadas nas instituições parceiras. As disciplinas serão voltadas para atender a demanda de formação profissional dos professores e gestores em todo território nacional, em consonância com as políticas públicas de inclusão escolar e uso das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC).

Para tanto, contará com uma metodologia diferenciada que contemplará: educação híbrida, ambiente virtual de aprendizagem (AVA) acessível, materiais e atividades online assíncronas, atividades síncronas de videoconferência com professores do programa, interação entre professores, tutores e estudantes, mediação pedagógica efetiva, disseminação e compartilhamento de material de excelência e acessível, constituição de uma rede de aprendizagem para construção de conhecimento e compartilhamento de experiências entre os participantes – docentes e mestrandos.