Em ranking internacional, UEPG figura entre as melhores do país no quesito “Saúde e Bem Estar”

A revista Times Higher Education (THE) publicou nesta quarta (22) os resultados do “Impact Ranking 2020”. A publicação internacional classifica as instituições de Ensino Superior com relação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), adotados pela Organização das Nações Unidas (ONU). No objetivo “Saúde e Bem Estar”, a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) ocupa o 15° lugar dentre as universidades brasileiras participantes.

Neste ranking, que avalia as universidades pela forma como estas contribuem para a sociedade, as instituições são avaliadas com base em três indicadores: a pesquisa, que produz conhecimento para ajudar a resolver os problemas do mundo; a administração, que deve gerir bem os recursos; e a divulgação de conhecimento. O levantamento contempla 17 objetivos distintos, que geram um ranking geral, somando todas as ODS, e também outras classificações específicas para cada objetivo. 

Neste ano, a UEPG enviou apenas dados relativos ao ODS 3, “Saúde e bem estar”. Este objetivo abrange as pesquisas sobre as principais doenças e condições de saúde, o apoio para profissionais da saúde e a saúde dos estudantes e funcionários. 

Como conta a diretora de Avaliação Institucional da UEPG, Elismara Zaias Kailer, foram inseridas informações relacionadas às atividades desenvolvidas pela UEPG que promovam saúde e bem estar à comunidade interna e externa, como projetos e programas de extensão, ações do Hospital Universitário, serviços de apoio à saúde e ao meio ambiente, projetos de saúde mental, tabagismo, número de alunos graduados e pós-graduados, entre outros aspectos. Os dados foram sistematizados e inseridos no sistema por Elismara e pela chefe da Divisão de Dados Estatísticos e Informação da UEPG, Josecler Kapp Lepinski.

No ranking mundial, dentre as mais de 600 instituições de 80 países que participaram deste ranking, a UEPG obteve a posição 201-300. Das universidades estaduais do Paraná, a UEL está em 1° e a UEPG ocupa o 2° lugar, obtendo o mesmo posicionamento que a UEL no ranking mundial deste objetivo (201-300). Em seguida, estão a Universidade Estadual de Maringá e a Unioeste (ambas na posição 401-600).

O ranking do objetivo “Saúde e Bem Estar” pode ser acessado neste link.

Texto: Aline Jasper | Foto: Luciane Navarro