RIF publica dossiê sobre tradição nos estudos folkcomunicacionais

A última edição da Revista Internacional de Folkcomunicação (RIF) de 2019 propõe a releitura de um tema central nos estudos de cultura: a tradição. Organizado pelos pesquisadores Guilherme Moreira Fernandes, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), e Miriam Cristina Carlos Silva, da Universidade de Sorocaba (UNISO), o dossiê busca proporcionar o questionamento da problemática (empírica e conceitual) da tradição e a busca de identidades transformadas no cenário contemporâneo.

Ao todo, são sete artigos que compõem o dossiê, com temáticas variadas do campo cultural e abordagens teóricas transdisciplinares. Na seção de Artigos Gerais, a Revista traz ainda cinco artigos baseados nas pesquisas de folkcomunicação.

A edição publica um ensaio fotoetnográfico realizado na aldeia Sateré-Mawé/AM de Ponta Alegre, na Amazônia Central, pelas lentes de Gleilson Medins (UFMA) e uma entrevista com o escritor e diretor André Luis Queiróz, da Universidade Federal Fluminense, que insere uma reflexão sobre a necessidade de descolonização do conhecimento. E, para finalizar, uma resenha do livro “Escravos e o mundo da comunicação: oralidade, leitura e escrita no século XIX” (2016), de Marialva Barbosa, produzida por Renata Dias Oliveira (UFRB).

SOBRE A RIF

A Revista, criada em 2003, é editada pelo Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em parceria com a Rede de Estudos e Pesquisa em Folkcomunicação e a Cátedra Unesco/UMESP de Comunicação para o Desenvolvimento Regional.

A RIF recebe trabalhos, nos formatos de artigo, resenha, entrevista e ensaio fotográfico, em fluxo contínuo. As contribuições devem ser encaminhadas diretamente pelo sistema eletrônico da Revista, no endereço http://www.revistas.uepg.br/.

Para ler a nova edição, acesse:

https://www.revistas.uepg.br/index.php/folkcom/issue/view/157

Texto: Divulgação | Foto: Gleilson Medins