Resultado do XIX Vestibular Indígena é divulgado

A Comissão Universidade para os Índios (CUIA) e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) divulgaram nesta terça-feira (14) o resultado do XIX Vestibular dos Povos Indígenas no Paraná 2019. A lista está disponível no site da instituição.

Os 6 primeiros colocados serão convocados em data específica e poderão escolher o curso que desejam realizar na UEPG, conforme o número de vagas disponíveis. “O edital referente às matrículas ainda será publicado, mas a maioria dos cursos oferece 2 vagas, que são suplementares. No ato da matrícula, os estudantes recebem informações sobre as graduações e fazem uma escolha esclarecida. O processo é conduzido pela Cuia UEPG e pela diretoria de ações afirmativas e diversidade da PRAE”, explica a Diretora de Ações Afirmativas e Diversidade, Silmara Carneiro e Silva.

Silmara aborda a importância das políticas adotadas pela Universidade para a integração dos estudantes. “Ressalto a ampliação das ações da CUIA realizada no ano de 2019, o trabalho de acompanhamento social e pedagógico da PRAE e a criação do Espaço de Permanência dos Estudantes Indígenas da UEPG, que também foi uma conquista importante no ano passado”. A PRAE, através da diretoria de ações afirmativas e diversidade, desenvolve ações de acompanhamento individualizado dos estudantes indígenas e adota medidas coletivas para estender o atendimento.

“Atualmente, buscamos financiamentos externos para ampliar as ações de apoio, atividades e projetos de extensão com foco nesses estudantes. Queremos estreitar ainda mais os laços com as terras indígenas da região, com destaque às aldeias de Mococa e Queimadas, de Ortigueira e garantir a inclusão social e a visibilidade desses estudantes no contexto universitário. Segundo a Diretora, essa é uma das metas da atual gestão e a DAAD juntamente com a CUIA UEPG têm realizado esforços nesse sentido. “A Universidade deve ser um espaço plural e a presença indígena é uma das expressões dessa pluralidade”, finaliza.

Sobre o Processo Seletivo

As provas do Vestibular dos Povos Indígenas foram aplicadas 17 e 18 de novembro, de maneira regionalizada. No primeiro dia de testes, os candidatos realizaram a prova oral de língua portuguesa, e no segundo dia, responderam as questões de Biologia, Física, Geografia, História, Matemática, Química, além de Língua Estrangeira ou Indígena e Redação.

Participaram da seleção, além da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Estadual de Maringá (UEM), a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), a Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), a Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), a Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) e a Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Texto Vanessa Hrenechen / Fotos: Aline Jasper e Luciane Navarro