Professora e doutoranda da UEPG participam de coletânea de direito do trabalho

No dia 27 de janeiro, será lançada a obra “Infoproletários e a Uberização do Trabalho”, uma coletânea de estudos sobre direito do trabalho e seguridade social. Um dos capitulos da obra, sobre a precarização e incerteza da remuneração dos trabalhadores da Uber, foi escrito pela professora Silvana Mandalozzo e sua orientanda no Doutorado em Ciências Sociais Aplicadas da UEPG, Daniella Vargas.

A coletânea é fruto de estudos realizados no núcleo de pesquisa e extensão “O trabalho além do Direito do Trabalho: Dimensões da clandestinidade jurídico-laboral” (NTADT), vinculado ao Departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (DTBS/FDUSP). O Núcleo estuda a condição econômica, jurídica e sociológica dos trabalhadores situados à margem da legalidade ou da institucionalidade laboral, no Brasil e no mundo.

“Em um contexto de crescentes disputas judiciais em torno das condições de trabalho, de proteção jurídica e de segurança social dos motoristas que prestam serviços por meio de aplicativos de transporte, essa obra convida o leitor à compreensão das variegadas dimensões do fenômeno, apresentando-lhe sistematicamente as polêmicas doutrinárias, as tendências jurisprudenciais e as primeiras leis – brasileiras e estrangeiras – que buscam regulamentar tais atividades”, destaca o resumo da obra, publicada pela editora LTr e coordenada por Guilherme Guimarães Feliciano e Ana Paula Silva Campos Miskulin.

O lançamento oficial da obra acontece na Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo (AATSP), às 18h, e conta com a presença dos coordenadores e co-autores da obra.