Núcleo de Educação para a Paz divulga Página Institucional

A equipe do “Núcleo de Educação para a Paz” da Universidade Estadual de Ponta Grossa (NEP/UEPG) publicou, nesta sexta-feira (03), uma página virtual para divulgar ações, eventos, notícias e informações relacionadas ao projeto de extensão. Quem tiver interesse em conhecer as atividades do grupo, pode acessar o site pelo link www2.uepg.br/nep/

Segundo o professor Nei Alberto Salles Filho, coordenador do projeto, a participação é de caráter voluntário e o objetivo principal é prestar serviços para a comunidade em geral e, particularmente, para a área educacional. “São palestras, oficinas, cursos de formação que visam trabalhar com alternativas às violências e na qualificação das convivências”, explica.

Ainda de acordo com o docente, a cultura de paz ensina a conviver valorizando a empatia e solidariedade e reforça a importância da democracia, direitos humanos e cidadania. “Acreditamos que as relações humanas com maior equilíbrio e qualidade podem contribuir na construção da cultura de paz, como oposto de culturas de raiva, ódio e polarização que temos presenciado nos últimos anos”, afirma.

O Núcleo de Educação para a Paz é composto por profissionais das áreas de Ciências Humanas, Ciências Sociais e Ciências da Saúde, além de acadêmicos de cursos de graduação que, nas suas práticas profissionais e sociais, desenvolvem propostas pedagógicas relacionadas à Cultura de Paz, Educação em Direitos Humanos e Educação para a Paz.

Dentre as várias discussões do Núcleo, destaca-se a “Agenda 2030 da ONU”, documento que trata dos objetivos e metas para o desenvolvimento sustentável no período de 2015-2030. O projeto também possui interface com o Grupo de Pesquisa “Cultura de Paz, Direitos Humanos e Sustentabilidade” (CNPq/UEPG), que contribui com reflexões nas pesquisas e aponta formas de transposição da teoria para as ações extensionistas.

Além da visão ampliada, o NEP/UEPG está atento ao movimento internacional conhecido como Investigação para a Paz (Peace Research), que estuda as principais formas de resolução de conflitos. O conceito básico de Educação para a Paz aponta para a relevância de práticas pedagógicas cotidianas que legitimam os princípios da tolerância, do respeito, da liberdade, da democracia e dos direitos humanos.

Texto: Vanessa Hrenechen     Fotos: Vanessa Hrenechen e divulgação (Nei Alberto Salles Filho)