Colegiados de História realizam I Jornada on-line de Atividades Complementares

Acontece nesta quinta-feira (30), a “I Jornada on-line de Atividades Complementares dos Colegiados de História 2020”. O professor Vanderlei de Souza, da Unicentro, irá falar sobre “O que os historiadores têm a dizer sobre a saúde pública em tempos de Pandemia”.  A transmissão será às 19h e, para receber a certificação, é necessário realizar a inscrição pelo link.

O docente, que realiza pesquisas na área, afirma que a Covid-19 surge como uma oportunidade sem igual para refletir sobre a relação da sociedade e Estado com a ciência, a educação e as instituições públicas de ensino e pesquisa. “Não há dúvida que a pandemia do novo coronavírus ficará registrada nos livros de história e na memória coletiva como um evento paradigmático que afetará profundamente o século XXI. Além de sua alta letalidade, nenhuma outra pandemia se caracterizou ao longo da história por formas de contágio e disseminação tão aceleradas quanto a Covid-19”, afirma.

De acordo com o professor do curso de História da UEPG, Robson Laverdi, a palestra é a primeira de um conjunto de outras, além de cursos, mesas-redondas e debates que os Colegiados de História pretendem promover. “Este evento on-line visa congregar atividades complementares dos cursos de história da UEPG, sem caráter letivo e obrigatório. Constitui-se como um espaço de experimentação, trocas e difusão de saberes e experiências de conhecimento diversificadas e integradas, bem como a atualização de saberes temáticos e bibliográficos de interesse social, cultural e educacional para docentes, estudantes da UEPG”, afirma.

Robson reforça a importância de discutir a temática com os acadêmicos. “Diante das preocupações hoje no Brasil e no Mundo com a pandemia da Covid19, o interesse em abordar o tema é debater como a História pode contribuir com reflexões sobre saúde pública e ciência. Construir caminhos de leitura da realidade e abrir possibilidades de investigação histórica sobre saúde pública, medicina e história da ciência. E, é claro, compreender historicamente as pandemias na história da humanidade”, diz o professor.
A palestra será gratuita, voltada para os estudantes da UEPG, com carga horária de 4 horas.

Sobre o palestrante

Professor Adjunto do Departamento de História da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro-PR) e do Programa de Pós-Graduação em História pela mesma instituição, Vanderlei de Souza  realizou pesquisa de pós-doutorado na Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), com financiamento do CNPq, sobre história da genética de populações humanas e miscigenação racial no pós-Segunda Guerra.

Ele é coordenador do Grupo de Pesquisa “Intelectuais, Ciência e Nação”, que reúne pesquisadores e estudantes de graduação e pós-graduação interessados em pesquisas sobre a atuação de intelectuais e cientistas na produção de ideias, representações e imagens da nação promovidas a partir do final do século XIX.

Foi vencedor do Terceiro Prêmio de Teses (2013) da Associação Nacional de História (ANPUH-Brasil), que selecionou a melhor tese defendida entre 2010 e 2011 em Programas brasileiros de Pós-Graduação em História. Sua tese também recebeu Menção Honrosa da Sociedade Brasileira de História da Ciência (SBHC), conforme Prêmio SBHC de Teses, concedida em 2012. Atualmente, compõe a Diretoria da Sociedade Brasileira de História da Ciência (SBHC).

Texto: Vanessa Hrenechen     Foto: Unicentro