Comunicação da UEPG documenta ações contra a Covid-19 no Paraná

Uma equipe de profissionais da Coordenadoria de Comunicação da Universidade Estadual de Ponta Grossa (CCom-UEPG) foi selecionada para documentar o programa de apoio institucional para ações de prevenção e cuidados diante da pandemia do novo coronavírus, por meio de uma demanda complementar de bolsistas. As atividades são uma iniciativa da Fundação Araucária e Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

“Situações desafiadoras como esta da pandemia nos levam a pensar cada vez mais sobre o valor da vida, sobre a importância de cuidar cada vez mais de si e do outro, sobre o valor do ser humano”, valoriza o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona. “Este programa de extensão que estamos desenvolvendo com nossas universidades, na parceria entre a Seti, Fundação Araucária e Secretaria de Saúde, sem dúvida nenhuma traz esse ingrediente e esse elemento de valorização da vida e do ser humano”.

O projeto tem a coordenação geral do professor Miguel Sanches Neto, reitor da UEPG. “A pandemia do coronavírus modificou paisagens urbanas, comportamentos, hábitos, enfim, mexeu com tudo que conhecíamos. Para registrar estas mudanças e como as Universidades Estaduais do Paraná atuam destemidamente em várias frentes do combate à Covid-19, a Comunicação da UEPG está percorrendo todo o Paraná para fazer o registro visual da importância de nossas instituições de ensino superior”, aponta o coordenador. “É uma distinção para a UEPG que a memória sistematizada e humanizada do enfrentamento da pandemia esteja sendo feita por nossas valorosas equipes, que conquistaram um edital da Fundação Araucária para produzir estes documentários”.

As atividades do projeto são realizadas com acompanhamento pela SETI e Fundação Araucária, supervisionadas por Luiz Márcio Spinosa na Coordenação Adjunta (Fundação Araucária), Vanessa Barazzetti na Coordenação Técnica 1 (Fundação Araucária), Ticiane Barbosa na Coordenação Técnica 2 (Fundação Araucária) e Irvana Chemin na Coordenação Técnica 3 (SETI).

Como conta a jornalista Luciane Navarro, coordenadora de comunicação da UEPG, o principal produto será um documentário sobre as ações de prevenção e enfrentamento da Covid-19. Além disso, os materiais produzidos resultarão em matérias jornalísticas, vídeos, revista digital e publicações para redes sociais. “Neste momento histórico, em que as pessoas estão envolvidas com a pandemia em si, a preocupação com o registro, informação de qualidade e tratamento humanizado também se faz necessária”, ressalta. Duas jornalistas e um produtor audiovisual que já integram a equipe da CCom foram escolhidos para o projeto, além de um publicitário, selecionado por meio de edital da Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (Proex).

Durante quatro meses, os profissionais fazem a pré-produção das pautas (mapeamento de locais, fontes e temas, agendamento de entrevistas, planejamento logístico e técnico das viagens), produção de materiais (captação de imagens, entrevistas, fotos, criação de artes e textos para hotsite e mídias sociais) e pós-produção (edição, decupagem das imagens, degravação das entrevistas, elaboração dos roteiros de edição, redação e revisão de matérias jornalísticas, finalização de arte e tratamento de fotos). “A equipe é formada por profissionais de diferentes áreas e competências, para garantir a qualidade estética e de conteúdo nos materiais propostos”, conta a jornalista Aline Jasper, que participa da produção.

Na noite de terça (12) e madrugada de quarta (13), a equipe acompanhou as atividades dos bolsistas da Fundação Araucária na Central de Abastecimento do Paraná (Ceasa), em Curitiba. Durante a semana, serão registradas ações no Laboratório Central do Estado (Lacen-PR), projetos de pesquisa da Universidade Federal do Paraná (UFPR) no Hospital de Clínicas, unidades básicas de saúde e central de atendimento telefônico em Paranaguá.

Ações extensionistas

O programa de apoio institucional contempla diversas atividades extensionistas em todo o estado. Dentre as ações, estão o atendimento em callcenters, centrais de informações e telemedicina, atenção às divisas do estado, atuação junto às Regionais de Saúde, Lacen-PR, ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) e ao Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (Depen).

Fotos: Aline Jasper e Luciane Navarro