Coletivo Grimpa conversa com o artista Jack Holmer sobre arte e tecnologia

Nesta terça-feira (21), às 20h, o coletivo Grimpa traz o artista visual Jack Holmer para participar da live “Poéticas tecnológicas”. O bate-papo será mediado pelo professor Renato Torres, coordenador do coletivo, com a participação de diversos professores do curso Licenciatura em Artes Visuais, do Departamento de Artes da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Para Torres, a produção de Holmer desperta a atenção pela forma que o artista trabalha com as máquinas. “Eu acompanho o trabalho do Jack Holmer a um certo tempo. Sempre me chamou a atenção como ele consegue humanizar a máquina, trabalhando afetividade em robôs. É impressionante como os visitantes da exposição querem dialogar com a obra dele”, expressa.

O coordenador do coletivo Grimpa explica que o convite se deu pela contribuição da obra de Holmer às discussões de Arte Contemporânea, sobretudo, no que tange as poéticas tecnológicas. “A obra dele é importante pois é um artista do Paraná que trabalha diversas questões de arte e tecnologia, dialogando com grupos artísticos em circuitos internacionais”, ressalta.

A live, promovida pelo projeto de extensão “Espaço permanente de produção em Artes Visuais – Grupo Grimpa”, é aberta ao público e acontece pelo Instagram do coletivo (@grupo_grimpa), dando continuidade a uma série de conversas sobre Arte neste período de combate à pandemia de covid-19.

Para mais informações sobre a produção artística de Jack Holmer, acesse o link.

Texto: Renato Torres   Adaptado por Julio César Prado – Foto: Jack Holmer/Arquivo Pessoal