Alunos plantam mudas de árvores na Fazenda Escola

Alunos dos cursos de Agronomia e Biologia da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) plantaram, na última semana, cerca de 3000 mudas de árvores na Fazenda Escola Capão da Onça (Fescon). A iniciativa busca restaurar uma área de preservação permanente (APP) ao redor de uma nascente.

Como conta o professor do departamento de Fitotecnia Carlos André Stuepp, que atua no Viveiro Florestal da UEPG, o objetivo é restabelecer o ecossistema da área, por meio do plantio das mudas de mais de 60 espécies arbóreas. As mudas são de espécies nativas, com variabilidade genética e controle de procedência. A restauração deve compor uma floresta ombrófila mista (mata de araucárias), ecossistema que caracteriza a região.

O projeto surgiu da necessidade de corrigir a área, mas ganhou novos desdobramentos. “Havia a necessidade de restaurar uma área em que houve erosão e formou uma vossoroca, então solicitamos a ajuda do Viveiro, para corrigir o problema e para dar um novo uso à área, com mais sustentabilidade”, conta a administradora da Fescon, professora Maria Marta Loddi. A Fazenda contribuiu com o maquinário e pessoal para viabilizar o plantio.

Da mesma forma, o professor Stuepp conta que o acompanhamento do desenvolvimento das mudas e as mudanças no ecossistema do local serão analisados em pesquisas do curso de Agronomia e de Biologia. “Cada muda foi identificada com uma placa de metal, para viabilizar o acompanhamento do crescimento, desenvolvimento, dentre outros aspectos. Os alunos poderão desenvolver pesquisas, trabalhos de conclusão de curso e experimentos, em um local próprio para isso”, planeja.

Texto e fotos: Aline Jasper