Alep entrega menções honrosas pelos 50 Anos da UEPG

            A Assembleia Legislativa do Paraná realizou ontem (7), uma sessão solene em comemoração aos 50 anos da Universidade Estadual de Ponta Grossa. O evento relembrou a data de criação das universidades estaduais pelo Governo do Estado do Paraná através da Lei 6.034, de 6 de novembro de 1969. Por iniciativa do deputado estadual Hussen Bakri, dezenove personalidades da história da UEPG receberam menções honrosas da Alep.

          “A UEPG é um dos ícones do ensino superior no Estado do Paraná”, declarou Bakri. O parlamentar enfatizou que a sessão solene, presidida pelo deputado estadual Plauto Miró Guimarães, foi aprovada de forma unânime pelos parlamentares. “Isso significa que todos do legislativo entendem que esta homenagem é justa. Ao homenagear reitores e vice-reitores, a homenagem se estende a todos que ajudaram a construir esta história tão bonita”, disse.

         Para o Superintendente Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Bona, afirmou que a comemoração é muito representativa para o Paraná porque marca a interiorização do ensino superior. “À época da criação das Universidades Estaduais, a única Universidade, a Federal do Paraná, ficava em Curitiba. Então, o interior do Estado não seria a força que é não fosse a existência histórica de nossas instituições”. O superintendente destacou que “homenagear a UEPG é fazer justiça a essa trajetória histórica desta universidade que tanto contribuiu para o desenvolvimento dos Campos Gerais. Esta é uma homenagem à comunidade acadêmica atual e a todos aqueles que fizeram parte da história desta importante instituição”.

       Miguel Sanches Neto, atual reitor da UEPG, disse no seu discurso que a criação das universidades foi decisiva para transformação da vida das pessoas de todo o Estado rememorou sua experiência como filho de agricultores do interior do Paraná. “Através de um curso universitário modifiquei a minha trajetória e modifiquei as expectativas das pessoas do meu entorno. Elas passaram a acreditar que, a partir da educação, de uma universidade, era possível construir uma outra história, um outro Paraná, um outro Brasil, em que pessoas menos privilegiadas poderiam ter acesso ao conhecimento”. Sanches complementou que relevância da homenagem está no reconhecimento, pela Assembleia Legislativa do Paraná, da importância das Universidades Estaduais do Paraná. “Este reconhecimento é simbolizado nesta celebração pelo aniversário da UEPG”, diz Sanches.

      Odeni Villaca Mongruel, primeiro vice-reitor e segundo reitor da história da UEPG, enfatizou que merecem destaque nos 50 anos o ex-governador Paulo Pimentel, Álvaro Augusto da Cunha Rocha, primeiro reitor, um intelectual brilhante (nas palavras de Mongruel), e Candido Manuel Martins de Oliveira, Secretário de Educação do Paraná à época. “Essas figuras importantes criaram as universidades que interiorizaram o ensino superior no Paraná e foram responsáveis pelo desenvolvimento das cidades que as receberam”, conclui.

       Para o vice-reitor, Everson Augusto Krum, se não fosse o ato de criação das universidades em 1969 não haveria o desenvolvimento do interior do Estado que o Paraná vive hoje. “Recebemos esta homenagem em nome de toda a comunidade da Universidade Estadual de Ponta Grossa pelos 50 anos. Sou egresso da UEPG, estudei no Bloco Central quando todos os cursos eram lá e acompanhei sua evolução com a Universidade se deslocando aos poucos para o campus Uvaranas, quando lá ainda acontecia a Efapi. Hoje, é a sede da reitoria onde desenvolvo minhas atividades na vice-reitoria. Tenho muito orgulho de fazer parte desta história”.

     O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Plauto Miró (DEM), parabenizou os 50 anos da universidade estadual, “um modelo para o mundo inteiro. Vimos no decorrer destes anos, reitores, professores e servidores participarem desta história, que hoje é homenageada”. De acordo com o parlamentar, a instituição impulsionou o desenvolvimento social e econômico dos Campos Gerais e do Paraná.

Menções Honrosas

     Dezenove menções honrosas foram entregues aos reitores, vice-reitores ou representantes. Foram  homenageados, Álvaro Augusto Cunha Rocha, Odeni Villaca Mongruel, Daniel Albach Tavares, Waldir Silva Capote, Ewaldo Podolan, João Lubczyk, Lauro Fanchin, João Carlos Gomes, Roberto Frederico Merhy, Wolfgang João Meyer, Roberto Frederico Merhy, Leide Mara Schmidt, Nadir Laidani, Roberto Frederico Merhy, Paulo Roberto Godoy, Ítalo Sérgio Grande, Carlos Luciano Sant’Ana Vargas, Flávio Guimarães Kalinowski, Gisele Alves de Sá Quimelli, Miguel Sanches Neto e Everson Augusto Krum.

      Durante a solenidade, os reitores falecidos foram representados por familiares. O primeiro reitor Álvaro Augusto Cunha Rocha (1970 a 1974) foi representado pelo filho Carlos de Souza Rocha. Daniel Albach Tavares (1978 a 1983) foi representado pela esposa Aracy Kloster Tavares. Reitor Nadir Laidane (1998) foi representado pela esposa e pelo filho, Luciane Jacomel Laidane e Nadir Laidane Filho.

Fundação

      A UEPG foi regulamentada como fundação pública pelo então governador Paulo Pimentel através do Decreto Estadual nº 18.111, de 28 de janeiro de 1970. Entre as datas célebres da história da UEPG, o professor Odeni Villaca Mongruel, primeiro vice-reitor e segundo reitor da UEPG, lembra emocionado da noite de 7 de novembro de 1973. “Estávamos no Fenata, no Auditório da Reitoria, quando o reitor Álvaro Augusto da Cunha Rocha noticiou o reconhecimento da instituição como Universidade, pelo Conselho Federal de Educação. Ele disse: a Universidade Estadual de Ponta Grossa nasce sob o signo do Teatro. Foi emocionante”, recorda Mongruel. A Universidade resultou da incorporação das Faculdades Estaduais de Filosofia, Ciências e Letras; Farmácia e Odontologia; Direito; Ciências Econômicas e Administração de Ponta Grossa.

Presenças

     Além dos homenageados, estiveram presentes no evento os pró-reitores e diretores da gestão 2018-2022; membros do Conselho de Administração; Presidente da Fauepg, Sinvaldo Baglie; Elizeu Chociai – Diretor Administrativo e Financeiro do Paranacidade; Dr. Demetrius de Moura Soares, delegado da Receita Federal; Wilson Oliveira – Diretor do Jornal Diário dos Campos; Décio Sabbatini – vice-reitor da UEL, representando as demais Universidades Estaduais;.

      Fizeram parte da mesa de honra também: o deputado Delegado Recalcatti (PSD); a juíza de direito da 1º Vara da Fazenda Pública de Ponta Grossa, Jurema da Silveira Gomes; e o vice-reitor da UEPG, professor Everson Augusto Krum.

 

Texto e Fotos da matéria: Luciane Navarro | Foto da capa e fotos da galeria: Aline Jasper