EMENTAS

PESQUISA EM LINGUAGEM
EMENTA: Discussão dos conceitos de verdade, ciência e discurso no âmbito da pesquisa aplicada à área da linguagem

 

ESTUDOS DE IDENTIDADE E SUBJETIVIDADE
EMENTA: principais conceitos e modos de constituição da(s) identidade(s) e da subjetividade, relacionando-os à linguagem.

 

POLÍTICAS LINGUÍSTICAS
EMENTA: A origem da Política linguística. As tipologias das situações plurilíngues. Política Linguística versus Planificação Linguística. Os instrumentos da planificação linguística. Panorama histórico das Políticas Linguísticas no Brasil: línguas indígenas, língua geral, línguas de imigração, o português e sua gestão escolar, a política de línguas estrangeiras. Estudos de Caso.

 

CRENÇAS E ATITUDES LINGUÍSTICAS
EMENTA: Noção de crença. Noção de atitude. Preconceito e intolerância linguísticos. O papel das crenças, atitudes e preconceitos na formação do professor e consequentes implicações para o processo de ensino aprendizagem de língua.

 

ASPECTOS MORFOSSINTÁTICOS NA EVOLUÇÃO DO PORTUGUÊS BRASILEIRO
EMENTA: Visão histórica das classes de palavras. Aspectos morfossintáticos da língua portuguesa nas diversas fases da sua história. Classes de palavras na NGB. Processos morfológicos e sintáticos do português brasileiro. Categorias gramaticais integrantes do predicado e sua expressão morfossintática. Hierarquização dos constituintes oracionais. Fenômenos morfossintáticos de variação linguística e mudança e suas implicações para o ensino de português brasileiro.

 

FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUAS
EMENTA : Estudos críticos na área de formação de professores/as de línguas

 

POLÍTICAS DA ESCRITA E SUAS CONEXÕES PARA O ENSINO DE LÍNGUA
EMENTA : Estudo dos principais aportes teóricos e históricos ligados ao campo de pesquisa da escrita. Discussão dessas abordagens aplicadas ao ensino de língua

 

LEITURA E ENSINO: A QUESTÃO DOS GÊNEROS
EMENTA: Fundamentos teóricos sobre os gêneros textuais, utilizando noções teóricas de leitura para delinear as fronteiras, os pontos de convergência entre as áreas e a importância desse diálogo para o ensino de língua.

 

LITERATURA E CINEMA – IDENTIDADE (TRANS) NACIONAL
EMENTA: Discussão sobre a relação cinema e literatura. Investigação de adaptações que levem em consideração questões multiculturais e de fronteiras geográficas e identitárias.

 

INTERAÇÃO E ENSINO DE LÍNGUA
EMENTA: Abordagens interacionistas em aquisição de linguagem, seus desdobramentos e implicações para o ensino de língua

 

LITERATURA E FILOSOFIA
EMENTA: O estatuto da literatura e o estatuto da Filosofia. Funções da Literatura. O texto literário como expressão filosófica. A Filosofia e a Teoria Literária. Diálogos entre o literário e o filosófico. Estética e literatura. Pressupostos filosóficos em textos literários.

 

LITERATURA E IDENTIDADE MARGINAL
EMENTA: As mudanças de pontos de vista na produção de contos na literatura contemporânea. A diversidade de vozes, suas implicações literárias e sociais. A voz das prostitutas em Dalton Trevisan. A voz dos marginais em Rubem Fonseca. A voz dos malandros em João Antônio.

 

TEXTO, REFERENCIAÇÃO E ENSINO
EMENTA: Estudo das implicações da referenciação como testemunho expressivo da relação entre linguagem, práticas discursivas e realidade. Análise de concepções de língua e de referenciação. Problemas de análise da referenciação. Linguagem, aprendizagem e cognição.

 

FORMAÇÃO E PRÁTICA DOCENTE NO ENSINO SUPERIOR
EMENTA:Identidades do professor universitário na sociedade contemporânea (e as diferentes possibilidades de organização curricular). Principais teorias relacionadas ao ensino e aprendizagem, diferentes técnicas de ensino/aprendizagem e processos de avaliação para no ensino superior. Histórico da instalação da universidade no Brasil.

 

AUTOTEORIZAÇÃO LITERÁRIA E SUAS RELAÇÕES COM O ENSINO
EMENTA: Estudo de obras literárias e teóricas que permitam a reflexão sobre a indissociabilidade entre o texto literário e o texto teórico. O ensino de literatura a partir dessa perspectiva.

 

IDENTIDADES E REPRESENTAÇÕES EM DIFERENTES LINGUAGENS
EMENTA: Linguagem, Cultura e Representações. Identidades culturais. Cultura, Educação e relações de poder: Currículos, Identidade e Diversidade. As práticas discursivas e as configurações de representações e de identidades. Construção e apagamento de identidades em materiais de ensino. Identidades e representação em materiais publicitários. Desigualdades no plano simbólico: identidades e representação na iconografia.

 

LINGUAGEM, LETRAMENTOS E POLÍTICAS DE IDENTIDADE
EMENTA: Língua(gem) e políticas de identidade. Linguagem, letramentos, culturas/interculturalidade e identidades em contextos multiculturais e bi/multilíngues. Ensino, letramentos e multiculturalismo. Formação de professores e contextos sociolinguisticamente complexos.

 

LITERATURA, SUBJETIVIDADE E EXÍLIO
EMENTA:Perspectivas pós-estruturalistas de exílio. O narrador e a forma narrativa na modernidade. A negatividade da linguagem no espaço literário. Subjetivação e dessubjetivação: literatura como testemunho. Leitura e análise de narrativas à luz das teorias.

 

ESTUDOS SOBRE CULTURA E LINGUAGEM
EMENTA: Estudos, reflexões e debates sobre a (re)construção das identidades via culturas em movimento e multiculturalismos e as intersecções com as linguagens.

 

GÊNERO, ETNIA E SEXUALIDADE EM DEBATE
EMENTA: Estudos e debates sobre os conceitos de gênero, etnia e sexualidade e suas relações e perspectivas com as diferentes linguagens.

 

ESTUDOS DO TEXTO E DO DISCURSO
EMENTA: Estudo das principais abordagens do texto e do discurso em teorias contemporâneas.

 

COMO E POR QUE LER GRACILIANO RAMOS
EMENTA: Graciliano Ramos é um dos autores centrais da literatura brasileira e sua obra tem uma conexão direta com as propostas educacionais do autor, que atuou profissionalmente nesta área. Esta disciplina pretende ler as suas obras de ficção à luz de seus artigos, crônicas e memórias, para entender a sua proposta da literatura como um projeto civilizador.

 

TEORIAS E PRÁTICAS DE LEITURA LITERÁRIA
EMENTA: Estudar as principais concepções de leitor e de leitura e suas implicações na formação escolar do ensino fundamental e do médio, confrontando-as com as propostas de formação de leitores fora da escola, em projetos sociais.

 

TEORIAS DA RECEPÇÃO: TEXTO E DIALOGISMO
EMENTA: Reflexão e debate sobre as teorias da leitura e os múltiplos processos de significação de textos verbais e não-verbais. Discussão sobre a produção, a circulação e a recepção de obras literárias, tanto sincrônica quanto diacronicamente.

 

POÉTICA DOS GÊNEROS NAS LETRAS DO SÉCULO DE OURO ESPANHOL
EMENTA: Estudo analítico da representação dos gêneros sociais e de configuração dos gêneros literários nas letras espanholas do Século de Ouro.

 

SUBJETIVIDADES E IMAGENS DE PODER
EMENTA: Conexões entre texto e imagens de poder. De conceitos das teorias de poder, sobretudo em Michel Foucault, com os seguintes pressupostos temáticos: subjetividade, discurso, autoria, coerção, repressão, forças.

 

LITERATURA, HISTÓRIA E IDENTIDADE
EMENTA: Estudo da pluralidade de diálogos possíveis entre as áreas de literatura e história, tendo como tópico fundamental a questão da identidade. Abordagem teórico-metodológica das duas áreas e análise de suas relações com o conceito de identidade em diferentes contextos históricos, tendo como foco principal a cultura brasileira e latino-americana.

 

O ROMANCE PELO PRISMA DA HISTÓRIA DA LEITURA
EMENTA: Pressupostos da história da leitura. O apagamento da leitura nas histórias literárias. A formação do romance vista pelo prisma da história da leitura. A consolidação do gênero romanesco no Brasil: público leitor e discurso crítico em formação no século XIX. Imagens do leitor e da leitora na ficção oitocentista
Programa de Pós-Graduação em Linguagem, Identidade e Subjetividade

 

ESTUDOS SOBRE PARATEXTOS: ESPAÇO SIGNIFICATIVO ENTRE A OBRA E O LEITOR
EMENTA: Estudo sobre paratextos e a construção de sentidos no espaço entre o leitor e a obra literária. Serão realizadas leituras de obras, tendo como foco de análise a relação significativa entre o texto e os seus elementos paratextuais. Os conceitos teóricos destes elementos seguirão, fundamentalmente, os postulados de Gérard Genette em Palimpsestos (Trad., 2010) e Paratextos editoriais (2009). A proposta é examinar o modo como esses elementos são apresentados nas obras e como regulam a leitura e interferem diretamente não apenas na construção do leitor implícito, mas também na orientação do leitor empírico, na medida em que estabelecem um pacto de leitura.

 

VARIAÇÃO LINGUÍSTICA: PLURALIDADE E IDENTIDADE
EMENTA: Linguagem e sociedade. Variação linguística: objeto e métodos. Tópicos de variação e mudança. Relações entre Sociolinguística e Dialetologia. Língua e identidade.

 

LINGUAGEM, COGNIÇÃO E RELEVÂNCIA.
EMENTA: Estudo da linguagem na perspectiva da pragmática cognitiva.

 

TÓPICOS ESPECIAIS EM SUBJETIVIDADE, TEXTO E ENSINO I
EMENTA
: Variável que pode compreender tópicos específicos relativos à linha de pesquisa Subjetividade, Texto e Ensino

 

TÓPICOS ESPECIAIS EM SUBJETIVIDADE, TEXTO E ENSINO II
EMENTA
: Estudo de tema visando o aprofundamento de temas relacionados à linha de pesquisa Subjetividade, Texto e Ensino

 

TÓPICOS ESPECIAIS PLURALIDADE, IDENTIDADE E ENSINO I
EMENTA:
Variável que pode compreender tópicos específicos relativos à linha de pesquisa Pluralidade, Identidade e Ensino

 

TÓPICOS ESPECIAIS PLURALIDADE, IDENTIDADE E ENSINO II
EMENTA:
Estudo de tema visando o aprofundamento de temas relacionados à linha de pesquisa Pluralidade, Identidade e Ensino

 

OS GÊNEROS LITERÁRIOS NO ENSINO DE LÍNGUAS: DESCOLONIZANDO CONHECIMENTOS
EMENTA
: Discussão sobre o ensino de línguas e a centralidade dos gêneros literários (primários e secundários) neste ensino, numa perspectiva da interculturalidade, descolonização do conhecimento e desobediência epistêmica.

 

ABORDAGENS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS ADICIONAIS
EMENTA:
Estudo sobre métodos e abordagens de ensino e de aprendizagem de línguas adicionais no panorama das eras dos métodos, das abordagens e do pós-método, culminando no paradigma da complexidade com a emergência da abordagem complexa.