Vilela, Ernesto

 
Ernesto Guimarães Vilela foi prefeito de Ponta Grossa de 1896 a 1908, ficando à frente da Prefeitura por 12 anos seguidos. Filho do Comendador Bonifácio Vilela e de Placidina Gonçalves Guimarães Vilela, era republicano convicto, apesar de seu pai Ter recebido o título de comendador do Imperador D. Pedro II, quando de sua visita à Ponta Grossa em 1880. Durante a sua gestão, mudou a denominação de várias ruas da cidade, colocando nomes de personalidades republicanas. Além disso, inaugurou a Estação Ferroviária Ponta Grossa Paranaguá, vendeu terras do município, localizadas em Uvaranas, Neves, Pelado e Dona Luíza, para colonos poloneses, italianos e russos alemães. Como prefeito, arrendou o matadouro municipal para Manoel Miró. Durante a Segunda gestão inaugurou as obras de construção da matriz de Sant´Ana e contratou um coletor de lixo semanal para a cidade, além de calçar a Rua XV de Novembro. Em seu terceiro mandato doou terras à Companhia de Estrada de Ferro São Paulo Rio Grande para a construção da Estação em Ponta Grossa, contratou uma empresa para a iluminação elétrica da cidade e inaugurou, em 1907, um trecho da estrada de Ferro São Paulo Rio Grande. Em 1908 passou o governo para seu irmão, José Bonifácio Guimarães Vilela. ( Rosemeri Leane Knebel )

Referências Bibliográficas: Acervo Casa da Memória Paraná.CHAMA, Guísela V. F. Ponta Grossa: o povo, a cidade, o poder. Ponta Grossa, 1988.