Soleira

 
Corpo intrusivo de rocha magmática de formato tabular concordante (paralelo) com a estrutura da rocha encaixante. A soleira, também conhecida por sill (termo em inglês), é originada graças ao magma que ascende de grandes profundidades através de diques. Nos Campos Gerais existem várias soleiras de diabásio, às vezes exploradas por pedreiras, para produção de brita, como por exemplo a pedreira em atividade da Vila Cipa em Ponta Grossa. Nesta cidade existem várias pedreiras abandonadas (Chácara Dantas, Vila Odete) que exploravam diabásio de uma soleira responsável pela sustentação da elevação do relevo onde se situa a praça da catedral. Na região de Joaquim Murtinho, no Município de Jaguaraíva, ocorrem extensas soleiras de diabásio (Rivereau,1970), as mais marcantes dos Campos Gerais. (Heracto Kuzycz Assunção; Mário Sérgio de Melo)

Bibliografia:
RIVEREAU, J. C. Joaquim Murtinho. Curitiba: Impressora Paranaense, 1970. 1 folha geológica: color.; 64 X 44 cm. Escala 1:70000.