Colégio Estadual Julio Teodorico

 

O prédio do Grupo Escolar Professor Júlio Teodorico foi construído em 1934, na gestão do Governador do Estado do Paraná senhor Manoel Ribas, em terreno doado pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, situado na rua Balduino Taques, esquina com a Barão do Cerro Azul, na administração do prefeito Albary Guimarães.
A criação do Grupo Escolar se fez pelo decreto nº 1.118 de 15 de julho de 1935, tendo sido inaugurado o edifício escolar em 31 de julho de 1935 , com uma pomposa cerimônia transcorrida às 10 horas da manhã, na qual se fizeram presentes: o senhor Manoel Ribas, Governador do Estado; Dr. Gaspar Veloso, Diretor Geral da Instituição Pública do Estado do Paraná; Albary Guimarães, Prefeito Municipal; D. Antonio Mazzaroto, Bispo Diocesano de Ponta Grossa; Dr. Lauro Fabrício de Mello, Promotor Público da Comarca; Cel. Adolphito Guimarães, Delegado de Polícia; Dr. Ângelo Lopes, Diretor de Obras Públicas do Estado; Cel. José Miró de Freitas, Agostinho Justus, Christiano Justus Jr, o empresário Alberto Thilen, Alfredo Guimarães Vilela, João Rodrigues, Diretor de Ensino do Município; Dr. Cid Prestes, Dr. Raul Macedo, engenheiro que fiscalizou a construção do edifício escolar, o Cel. Comandante interino da 5ª Região Militar, entre outras autoridades civis e convidados.
O início das aulas só aconteceu em 11 de agosto de 1935, por isso considera-se esta data como alusiva ao aniversário do Colégio Estadual Prof. Júlio Teodorico.

Profº Julio Teodorico Profª Emilia Dantas
 
Colégio estadual Julio Teodorico

 

Quadro de Diretores do Colégio Estadual Professor Júlio Teodorico  no Período de 1935 a 2000.
DIRETOR (A)

ANO

Emília Dantas

1935 - 1937

Waldomiro Carneiro dos Santos

1938 - 1940

Otoniel Pimentel dos Santos

1940 - 1941

Aristeu Costa Pinto

1941 – 1945

Plácido Cardon

1945 - 1948

Eleonora Amaral de Angelis

1948 – 1951

Aristeu Costa Pinto

1951 – 1969

Thereza Wicheneski

1970 – 1974

Eneida Sponholz

1974 – 1982

Marilde Boamorte Fonseca

1982 – 1987

Rosa Szawka

1988 – 1989

Meyre Guerke Glapinski

1990 – 1991

Vera Rosi Lopes de Morais

1991 – 1995 

Rosâna Maria Hilbert Loose

1996 – 1997 (1º mandato)

 

1998 a 2000 (2º mandato)

nformações retiradas de documentos do arquivo da Secretaria do Colégio Estadual Professor Júlio Teodorico

No primeiro ano de funcionamento, em 1935, matricularam-se 440 alunos no curso primário e 83 no Jardim de Infância.
Entre os primeiros professores que lecionaram no Grupo Escolar estavam: Alda dos Santos Rebonato, Aurora Rani, Diva Cunha, Dorcas de França Sousa, Elda Ferraz, Júlio Ferreira de Almeida, Jacira Prado Sabatela, Lídia Rodrigues Teixeira, Laura Chapot, Lis Pinto Mendes, Maria Rolim Costa, Maria das Neves Teixeira Camargo, Maria Santos de Almeida, Odette Wiecheteck, Rita de Oliveira Quintiliano, Waldomiro Carneiro dos Santos, Yolanda Mastrandeya, Araci Potier e Júlia Florentina Meyer.
Na segunda gestão do professor Aristeu Costa Pinto o Grupo Escolar Júlio Teodorico teve seu prédio aumentado devido ao grande número de matrículas que se notava ano a ano. A ampliação do edifício escolar foi autorizada no ano de 1957 pelo governado de estado Moisés Lupion que determinou a construção de mais oito salas de aula, palco, cantina, pátio coberto e almoxarifado. Era Secretário de Obras e Viação de Estado, Dr. Eurico Batista Rosas e Secretário da Educação Dr. Nivon Weigert, ambos ponta-grossenses, que muito fizeram para que essa ampliação se efetivasse o mais rápido possível.
Nos anos de 1973 a 1975, o Grupo Escolar Professor Júlio Teodorico integrou o complexo nº 1 do Ginásio Regente Feijó. Em 1976 passou a fazer parte do complexo Escolar João Ricardo Borel Du Vernay.
Também, por muitos anos no período noturno o Grupo Escolar Professor Júlio Teodorico sediou o Ensino Supletivo de 1o e 2o grau do Colégio São Vicente Palotti, tendo o mesmo só se retirado no final do ano de 1991, graças ao empenho das professoras Meyre G. Glapinski e Vera Rosi Lopes de Morais, que num esforço conjunto, levaram a reivindicação ao então secretário de Educação do Estado, Professor Elias Abraão, que compreendeu a importância de se desocupar o prédio no período noturno, pois naquele momento já havia uma sondagem em relação à implantação do ensino de 2º grau no noturno. Através da Resolução nº 095/84 da Secretaria de Estado da Educação foi autorizada a implantação de 5ª a 8ª séries, do ensino de 1º grau, de maneira gradativa no período diurno. A partir desse momento a denominação deixou de ser Grupo Escolar e passou a ser Escola Estadual Professor Júlio Teodorico – Ensino de 1o grau.
Regulamentada pela Resolução nº 705/83 da Secretaria de Estado da Educação funciona uma sala de "ensino especial" para crianças portadoras de D.M. (deficiência mental).
Na gestão da Prof. Vera Rosi Lopes de Moraes, em 1993, através da Resolução nº 3.777/93 foi autorizado o funcionamento do 2º Grau Regular com o Curso de Educação Geral-"Preparação Universal", com a implantação gradativa a partir do início do ano letivo de 1993, no período noturno. É importante salientar que com essa nova modalidade de ensino oferecido e em decorrência do disposto no Artigo 1º da Resolução 3.777/93, a Escola Estadual Professor Júlio Teodorico - Ensino de 1º Grau passou a denominar-se Colégio Estadual Professor Júlio Teodorico - Ensino de 1º e 2º Graus.
O não funcionamento da 1ª série inicial do ensino fundamental já nesse ano de 2000 aconteceu por força da Secretaria de Estado de Educação, que está se adequando às normas determinadas pela nova L.D.B. (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) Lei nº 9394/96 que prevê a oferta das séries iniciais do ensino fundamental pelo município. Atualmente estão matriculados no Colégio Professor Júlio Teodorico, 1.252 (um mil, duzentos e cinqüenta e dois) alunos.
Em novembro de 1996, foi reinaugurado o Consultório Odontológico do Colégio que recebeu um equipamento novo da Secretaria Municipal de Saúde e teve também suas instalações reformadas.
Importantes realizações marcaram o ano de 1997, como a inauguração do Laboratório de Ciências Físicas e Biológicas que foi construído através de convênio da APM com a FUNDEPAR.
A sala que congrega o laboratório tem 66 metros quadrados com todo o mobiliário necessário e conta com diversos equipamentos, como microscópios, lupas, balanças, reagentes químicos e vidrarias, pipetas, tubos de ensaios e lâminas, enfim, um laboratório muito bem equipado para que os estudantes possam complementar suas aulas com os conhecimentos práticos científicos vivenciados nas experiências do laboratório.
Em 19 de maio de 1999, atendendo às exigências do PROEM - Programa de Expansão do Ensino Médio, foi inaugurado um moderno laboratório de Informática nas dependências do Colégio Estadual Prof. Júlio Teodorico.
Outra conquista alcançada pela atual Direção foi o reconhecimento oficial do 2º Grau, agora denominado Ensino Médio, pela Secretaria de Estado da Educação que efetivou-se através da Resolução nº 280/99 de 03/03/99, permitindo que o nosso aluno, ao concluir o Ensino Médio, receba o certificado legal de conclusão. (Maristela Iurk Batista)

Referências Bibliográficas:
Documentos do Arquivo da Secretaria do Colégio Estadual Prof. Júlio Teodorico
Documento do Acervo do Museu Campos Gerais da Universidade Estadual de Ponta Grossa.
FERREIRA, Manoel Cyrillo . Miscelânia da História de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 1935, 67p.
Jornal DIÁRIO DOS CAMPOS, de 31/07/1935.
Jornal Diário dos Campos de 01/08/1935.
Jornal Diário da Manhã de 04/09/1935.
LUPORINI, Teresa Jussara, Escola Estadual Senador Correia: pioneira de instrução pública em Ponta Grossa. P. Grossa, Planeta, 1987, 108p.
NEGRÃO, Francisco. Genealogia Paranaense. Curitiba, Impressora Paranaense, 1927. Vol. 2, p.446.
SILVA, Adar de Oliveira e Álbum de Ponta Grossa. Curitiba, Impressora Paranaense, 1936.

Palavras-Chave: Ponta Grossa, Escolas, Educação